domingo, 26 de dezembro de 2010

Resenha: P.S. Eu Te Amo

Edição: 1*
Editora: Presença*
ISBN: 8500017007*
Ano: 2004*
Páginas: 398*
*Dados referentes a versão do livro em português (não é a mesma da imagem ao lado).

Sinopse Original:Holly, uma jovem viúva devastada pela morte prematura aos trinta anos do marido Gerry, o seu inseparável companheiro desde a altura em que eram apenas melhores amigos. Um amor que apenas une almas gémeas e que promete durar para sempre. O que acontece quando ele é subitamente interrompido? Devastada e incrédula, Holly irá encontrar esperança para continuar a viver nas cartas que Gerry lhe deixou destinadas a serem lidas após a sua morte, uma por mês durante um ano.
Cada carta encerra uma tarefa desde os pedidos mais simples aos mais extravagantes e termina invariavelmente com o Post-Scriptum “Eu amo-te”. Holly e as suas amigas irão viver uma série de aventuras desde a diversão nocturna, passando pela performance no karaoke até uma viagem à Irlanda que se revelará determinante para a recuperação da protagonista.
Eu gostei mesmo da história deste livro. Pela sinopse, você pode ver que a história é muito romântica e linda. O livro não é tão envolvente assim não. A vida de Holly é realmente muito chata, então tem que haver paciência para ler (pelomenos no início). Mas, no skoob, não há ninguém que resenhou falando que não gostou do livro.
Bem, eu estou lendo este livro ainda, mas eu fiquei animada em postar aqui antes de terminar de ler, então futuramente eu posso adicionar mais detalhes á sinopse:
Sinopse por marigcr:
Holly tinha a vida que sempre quis. Aos 29 anos tinha um marido que amava muito. Até que acontece um imprevisto. Gerry, seu marido, morre aos 30 anos de tumor cerebral. Tudo começou apenas com uma pequena dor de cabeça.
Antes de sua morte, uma vez Gerry mensionou brincando, que, quando ele não estivesse mais aqui, Holly iria se esquecer de várias coisas, como apagar a luz antes de dormir. E que ele iria se lembrar de fazer uma lista de coisas que ela teria de se lembrar.
Gerry morre. Holly fica super arrasada e triste, sem nenhuma vontade de continuar vivendo. Semanas depois, ela recebe um pacote. Era de Gerry. Ela não sabia que ele iria realmente manter sua "promessa" e mandar a tal lista. E ele havia feito. Mandou 10 envelopes, sendo que cada um deveria ser aberto em um mês específico. Holly finalmente arruma um motivo para continuar vivendo, que era esperar o mês seguinte para ler as cartas de Gerry - que te davam a sensação de que ele ainda estava ali, vivo. No fim de cada carta, há um lembrete especial para Holly: P.S. Eu te amo.

Para quem ainda não viu o filme, o trailer:




2 comentários:

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Tanto filme quanto livro são lindos mesmo. Também adorei!

Beijos!

Mariana Ribeiro disse...

Ainda não tive a oportunidade de ler o livro, mas o filme já assisti e adorei!!! Muito triste e com um final bem surpreendente. Uma grande lição de vida.
Bjos.

Mariana Ribeiro
Confissões Literárias.