domingo, 16 de janeiro de 2011

Leitura para tudo e para todos!


Todas as vezes que postamos aqui, falamos sobre inúmeros livros, mas esquecemos do principal, temos que falar sobre O LEITOR!, temos que mostrar como é, hoje, a realidade de nosso país, como que a população se posiciona em relação ao bem que se é ler!

"Dados mostrados no jornal Folha, publicado em 2006, fala que a aversão dos brasileiros aos livros virou assunto da última edição da influente revista britânica "The Economist". O jornal nos proporciona também um dado impressionante, um quarto da população com 15 anos ou mais eram analfabetos funcionais e que apenas um adulto alfabetizado em cada três lê livros. O brasileiro médio lê 1,8 livros não-acadêmicos por ano --menos da metade do que se lê nos EUA ou na Europa. Em uma pesquisa recente sobre hábitos de leitura, os brasileiros ficaram em 27º em um ranking de 30 países, gastando 5,2 horas por semana com um livro.

Um fator que desencoraja a leitura é os livros serem tão caros. Na Bienal do Livro de São Paulo, "O Código Da Vinci" estava à venda por R$ 32 -mais de 10% no salário mínimo do país. A maioria dos livros tem tiragens baixas, puxando para cima os preços, mas para quem não compra livros porque são caros, é hora de abandonar a desculpa: a maioria dos brasileiros não precisa, necessariamente, gastar aos montes nas livrarias. Segundo dados do IBGE, 85% dos nossos municípios possuem bibliotecas públicas e bem equipadas! A leitura é um hábito difícil de formar. Os brasileiros compraram menos livros em 2004 - 289 milhões, incluindo livros didáticos distribuídos pelo governo-- do que em 1991.

Outros dados, publicados já em 2009, nos dá outra idéia de como é o brasileiro em relação a leitura: O brasileiro lê em média 4, 7 livros por ano contra 10 nos EUA ou na França e 15 nos países nórdicos. Dos 4,7 livros lidos pelos brasileiros, apenas 0,9 não são livros didáticos.

Maiores vendedores de livros do mundo - Exemplares (milhões)

· China ......7.103

· EUA .....2.551

· Japão .....1.403

· Rússia .....494

· Alemanha ..... 479

· França ..... 413

· Brasil ..... 345

· Reino Unido – 324

· Itália ..... 265

· Espanha ..... 235

Onde há mais livrarias no Brasil ...
(livrarias por habitantes)

DF ..... 1 para 30.840
RJ ...... 1 para 44.415
SE ..... 1 para 50.665
SP ..... 1 para 59.171
TO ..... 1 para 181.131
...e no mundo
EUA ..... 1 para 15 mil
Argentina ..... 1 para 50 mil
Brasil ..... 1 para 70 mil
México ..... 1 para 170 mil

No Brasil, com 190 mil habitantes, temos 2.700 livrarias, uma para cada 70 mil habitantes."

Temos que pensar gente, mas temos mesmo que agir! Temos que fazer essa situação mudar, fazer com que desde criança o gosto pela leitura comesse!

Beijos e Abraços,

TATA

Fontes: http://www.fhaznew.com

http://www1.folha.uol.com.br

http://educarparacrescer.abril.com.br

8 comentários:

Leeh disse...

Nossa, eu nunca tinha pensado pra parar nisso, mas agora, vendo assim... realmente. Pelo menos onde eu moro, que é uma grande metrópole, há bastante livrarias, mas quando eu converso com amigos de outras cidades, eles dizem que não há tantas assim...
E sim, uma coisa que desencoraja é o preço do livro, apesar de que atualmente existem e-books e, apesar de ilegal, livros para download de graça na internet, o que facilita um pouco, mas nada como ter o livro na mão, né? :/


Ah, passa lá no blog, tá com promo nova! http://bit.ly/hSD2Lh
xx

Juh Oliveto disse...

Adorei o post. E é bem assustador olhar os números para o Brasil... Desculpa do preço do livro não cola, mas que influencia, influencia.
Ai, ai, ai, espero que esse retrato possa estar bem diferente quando meus futuros filhos forem jovens leitores >_<

Beijocas!
Juh Oliveto
Livros & Bolinhos ~

Gabiigca disse...

Eiii marii!Aqui, tem MeME e selinho lá no meu blog pra você!
beijinhos

N. Ancalimë disse...

Apesar do que os números mostram, ainda acho que essa situação está melhorando.
Fico muito feliz de ver que, principalmente entre adolescentes e jovens adultos, ler tem se tornado cada vez mais um hábito comum.
Os infanto-juvenis e YA books estão constantemente nas listas de mais vendidos.
É claro que isso é uma realidade apenas para uma pequena parcela da população, visto que boa parte dos jovens tem que se preocupar com outras coisas (como trabalhar) enquanto poderiam estar dedicando seu tempo aos livros.
Mas isso não é só uma questão cultural, envolve a situação econômico-social das famílias brasileiras, que é muito mais difícil de ser mudada.

Luciana Mara disse...

Ei!
Pois é...
O lance é incentivar a leitura desde cedo. Quem sabe não conseguimos subir mais um pouquinho neste ranking?
Bjins

Gabriela disse...

Nossa, muito boa a postagem. Acredito mesmo que a leitura deva ser mais incentivada por aqui. Algumas pessoas falam da leitura como se fosse uma 'tortura' (Ah, nem sonhando que vou ler nas férias). Acredito que deveria ser o contrário (Ah, agora nas férias vou ter tempo suficiente para ler os livros que gostaria e não dava tempo, que não sejam acadêmicos). Enfim, entendo que existem gostos muito diversificados, mas isso é reflexo da falta de hábito mesmo. Gostei mesmo da postagem, vou seguir o blog :)

Entre Fatos & Livros disse...

Pois é... precisamos de maior incentivo de leitura no Brasil. Enquanto o país continuar pensando q livros é perda de tempo e estudo não serve para grandes coisas, continuaremos mto distantes de países de 1° mundo. Lamentável!

Bj
Pri
Entre Fatos e Livros

chris disse...

Sério que a China vende tanto livro assim?
Eu achei que o primeiro lugar era dos EUA

chris
leiobooks.blogspot.com